'NÓS FAZEMOS POEIRA"

100% Bodes do Asfalto - Nós Fazemos Poeira

9 de fev de 2014

Coletamento Facção CAP

Esse pessoal da CAP está sempre surpreendendo.





Na sexta 07/02 prepararam uma recepção fantástica no Máximus, rua Silva Bueno 1176, Ipiranga, SP, local muito bom e preparado para receber encontros motociclísticos.
Estavam representadas no encontro as Facções ABC Paulista, Zona Leste, Zona Norte, Zona Oeste e Santos. Mais de 100 brothers em pura confraternização.
Se somado o calor humano e climático, vocês podem imaginar quanta cerveja foi consumida.








Mas o melhor ainda estava por vir, o coletamento de vários "malakabados" que "ousaram querer pertencer ao nosso MC".



Entre eles o Dudu Attorre e o Alonso de nossa querida Fac ABC, que pegos de surpresa, após uma tremenda cara de:

"ué eu também?"

foram oficialmente coletados. 
Parabéns maninhos e oficialmente bem vindos! kkkk





 Valeu Manos da CAP
 pela calorosa (ao pé da letra...rs) recepção e que venham novos encontros em toda região.

31 de jan de 2014

Vagabundo's Day - ABC Paulista

Essa galera não é mole não!
Domingão na praia, quinta-feira na Serra.


Padaria Afonsina


Pois é, os desocupados se reuniram e foram para Campos do Jordão e de quebra deram uma passadinha em São Bento do Sapucaí.

Lugares bonitos...Bodes feios...kkkk




E para encerrar não poderia faltar uma gracinha do Vagnão!

Who is the elephant?

Dá minha parte só posso dizer uma coisa:

Ainda bem que inveja não mata kkkk!


27 de jan de 2014

1º Encontro 2014 - Itanhaem

2014 está começando agitado aqui nas bandas do ABC. 
Além de alguns encontros e passeios isolados tivemos o Primeiro Churra Oficial 2014.

Foi realizado na Toca do Coelho em Itanhaem (mais conhecida como a Casa da DIDI...rs).

Em local fantástico tivemos a oportunidade de matar a saudade de alguns e conhecermos outros Bodes novos que estão chegando por nossas bandas.

Entre Irmãos, cunhadas e sobrinhos tivemos a participação de mais de 50 pessoas que aproveitaram o dia de muitas formas, indo à praia tomar sol, banho de mar ou mesmo só caminhar, comendo nosso já tradicional churrasco, tomando cerveja, jogando um truco e principalmente interagindo, fazendo com que esse grupo fique cada vez mais unido.

Vejam algumas fotos no link abaixo:





Valeu meus Irmãos pelo empenho de todos.

Muito obrigado 
Vagnão e Didi
Pela recepção maravilhosa.

E que venha o próximo!
EEEBBBBAAAAAAA!!!!

20 de jul de 2013

Preocupações não são saudáveis


Texto escrito por um motociclista de 71 anos...

Em minhas longas viagens solitárias sempre escolho não me preocupar. Quando nos preocupamos, tornamos os problemas maiores do que eles realmente são, e em vez de preocupação, eu aprendi a discernir e aceitar até onde vai meu controle sobre as coisas que acontecem ou podem acontecer pelo caminho.

Consegui com o tempo atuar com sabedoria em todas as situações, escolho a felicidade ao invés da preocupação. Quando escolho permanecer feliz diante das adversidades que encontro pelas estradas eu trago a energia correta para encontrar soluções.

A despreocupação ao pilotar cria uma sensação de estabilidade que desloca os pensamentos que normalmente fluem através de nossa consciência; as preocupações com as tensões comuns da vida cotidiana, sobre nosso trabalho, família, alimentação, e ao focar na pilotagem os problemas desaparecem de nossa mente.

Após uma viagem ou um prazeroso passeio de motocicleta a mente se torna renovada, leve, como seria depois de uma sessão de meditação ou umas férias relaxantes.

Durante anos ouvi dizer que motociclismo vicia. Esse “vicio” que adquirimos ao pilotar nossas motos é oriundo do alívio mental que adquirimos durante o percurso, quando liberamos endorfinas, até pela atenção necessária a uma correta e segura pilotagem.

Pilotar uma motocicleta requer altos níveis de concentração, precisamos estar alerta e focado o tempo todo, nunca esquecendo as paradas para relaxar em intervalos freqüentes em uma longa viagem, além da hidratação. Caso contrário o estresse inconsciente nos fará perder a concentração causando um problema com a segurança.

Sobretudo, não deixe de pilotar feliz, com o coração em festa, agradecido a Deus por ter lhe dado a chance de percorrer esse caminho em segurança, de estar fazendo naquele momento o que mais desejava fazer...

Otavio Araujo – Gugu - 71 anos, motociclista a mais de 50, administrador, empresário em Taubaté/SP, roda de Honda Varadero XLV 1.000cc – e-mail: otavio@globalplayer.com.br

Extraído do site: http://www.rockriders.com.br

16 de jul de 2013

1 Fest Rock - Lar Benvindo

Mais um grande evento de sucesso organizado pelos Obreiros da ARLS João Ramalho e com o apoio da nossa Facção, destacando-se nessa tarefa nosso querido Mano Roodney, que agora também acumula o cargo de coordenador adjunto. Tivemos a apresentação de diversas bandas, das quais destaco aqui a ATMV (https://www.facebook.com/atmvrock) que está sempre presente em nossos eventos. Abaixo alguns momentos inesquecíveis, que nos fizeram sentir como jovens novamente. Pena que as dores pelo corpo logo na sequência já nos trouxeram de volta a realidade, mas é claro uma boa realidade.




ATMV


Gutho, Rick e Clau


Momento de muita emoção


Olha só o Ricardo dando uma "palhinha"

 Van Halen Cover


Toda a arrecadação desse vento foi destinada
ao Lar Benvindo, 
Instituição administrada pela
Maçonaria da região.

É isso aí pessoal!
Ano que vem tem mais,
e desta vez contaremos com a sua presença.

Doação de Sangue e Protesto

Mais uma vez a Facção ABC paulista do MC Bodes do Asfalto esteve presente na campanha de doação de sangue organizada pelo Motogrupo Road Wings. Essa foi a nona edição do evento que tem como maior incentivador o Sergio, responsável pelo Road Wings.





Esse é o cara: Sergio
MG Road Wings

E como prova de que Bode também protesta, mesmo enfraquecidos (rs) pela doação de sangue a galera foi para frente do Obelisco do Ibirapuera participar da Motociclata:




E é lógico que com tantas emoções teve uma moto que ficou com tremedeira e teve que ser socorrida.
Adivinha a marca dela...kkkk


Valeu Vagnão!

Parabéns pela força que você tem
 dado à nossa Facção, e em particular para
 esse evento que pode salvar muitas vidas.

16 de jun de 2013

Iron Butt (Bunda de Ferro)

Como o próprio nome diz, Iron butt ou bunda de ferro, é uma certificação emitida pela Iron Butt Association aos motociclistas que passam por uma prova de regularidade durante um período determinado.


Para receber a certificação, o motociclista deve efetuar um planejamento de roteiro por onde irá passar e, preferencialmente, que não seja ida e volta pelo mesmo caminho, pois será mais difícil a comprovação dos documentos e poderá gerar algum tipo de desconfiança por parte dos avaliadores. O ideal é montar uma rota em um circuito onde todas as passagens sejam por estradas diferentes. É possível sair de um determinado local e, ao final da prova, chegar neste mesmo ponto, deste que tenha passado por estradas diferentes, como se executasse a prova toda em um círculo.

Existem várias provas para o motociclista escolher qual deseja fazer. O SaddleSore 1000 é a mais comum e a mais executada pelos motociclistas. Nesta prova deve-se percorrer 1.000 milhas em 24 horas. Existem outras como: Bun Burner 1500, SaddleSore 2000, SaddleSore 3000, Bun Burner GOLD, entre outras.

Para a comprovação, o motociclista deve juntar toda a documentação exigida e enviar para a Iron Butt Association. Os principais documentos são:

Ficha de Inscrição, Relatório com dados das testemunhas de saída e chegada, mapas com o roteiro efetuado e notas fiscais dos postos onde efetuou os abastecimentos. Uma vez aprovado, deverá ser paga uma taxa e só então a associação enviará o certificado e o Patch.

Confira todos os detalhes diretamente no site da Iron Butt Association. (www.http://www.ironbutt.com).



E como podem ver na foto acima no último dia 01/06 tivemos mais uma participação de nosso Moto Clube. Desta vez foram os manos Vagnão, Man, Giacáglia, Santo, Ribeiro e Nilson. Pelas histórias contadas foram muitas aventuras, desde ninguém estar esperando no ponto de partida em Campinas (estranho né?), Harley quebrando no caminho (isso já não foi estranho...kkkk), gente levando gasolina reserva na mala e a gasolina vazou, e pior, a moto depois deu pane seca, caminho errado, etc, etc.
Mas o mais importante, é que tudo aconteceu dentro de muita harmonia e descontração, vencendo as 1000 milhas que era a meta.

Parabéns manos e quem sabe 
na próxima estarei com vocês.

14 de jun de 2013

1º fest ROCK - Lar Benvindo

Não poderão haver desculpas, faça chuva ou faça sol contaremos com a presença de todos. As crianças merecem o nosso total apoio.



Caso você queira participar da
organização desse evento,
entre em contato através do BLOG.

26 de mai de 2013

11ª Motociclata da Solidariedade

É manos....essa galera não para.

Depois de um sábado (25/05) bem movimentado apoiando a ARLS Amizade Fraterna 3975 a preparar um estrogonofe   beneficente que teve como Mestre Cuca o mano Bertaglia, a galera já foi para a rua no domingo logo cedo para apoiar mais uma boa ação.

Sim, foi a vez do do Nenê que como em todos os anos comandou com maestria a Motociclata da solidariedade na Chácara Klabin. Esta ação visa recolher agasalhos para serem doados a instituições de caridade já pré-definidas pelo grupo de apoio.


A ação já é conhecida na região e todos ficam esperando nas portas para fazerem as doações e é lógico ver a zoeira da galera que vem roncando os motores das suas máquinas. O resultado? Vejam abaixo:




E olha a nossa galera aí:



Bom, o que dizer?

Bertaglia realmente voce é um excelente Bode Cuca

Nenê você é um "Bode Impossível"

Muito obrigado a todos!

23 de mai de 2013

Reflexões sobre o uso de um brasão

Caros Irmãos,

A partir do momento em que você decidir, ou for convidado, a entrar em qualquer clube de motocicletas, e aqui vale para MCs, MGs, Associações, ou qualquer outra denominação, um dos pré-requisitos é que você esteja alinhado à filosofia desta entidade. Portanto esteja atento a isso!

Em linhas gerais, esta terá valores que deverão ser respeitados por você.
Mas algumas coisas serão comuns a qualquer uma: o prazer de pilotar uma motocicleta; a satisfação de conviver em grupo --- identificado pelo brasão do clube a qual você fará parte; e a honra de participar de uma outra família.

É preciso estar ciente de que a partir daquele momento algumas coisas mudam. A prioridade não é mais do indivíduo, mas do grupo a qual se faz parte. Não estou dizendo aqui que o grupo está acima do indivíduo, mas sim que a partir daquele momento alguns valores mudam de lugar: o que importará é que o grupo esteja junto, unido como se todos os integrantes fossem um só.

Não importa o lugar, o destino, o prazer agora é outro: é o de estar junto, de fazer parte de algo em conjunto, maior; de dividir valores e usar com orgulho aquele brasão. E isto deve bastar, já que laços fortes se formaram, na mesma medida em que as experiências e a convivência aumentarem.

Alguns destes laços acabarão sendo para toda a vida, e outros, ainda que não se queira, de vez em quando, irão se desfazer. Mas o importante é que duraram o tempo necessário para terem se tornado inesquecíveis. Tal qual como na vida, o que foi desfeito será preenchido por outro, sem que com isso substituía o anterior. Afinal, relacionamentos humanos são insubstituíveis, pois deixam marcas indeléveis por onde passam.

Mas de alguma forma isso garantirá a entidade a continuidade necessária para prevalecer, a partir do momento da criação de novos laços, ainda mais vigorosos, e de novo, enquanto durem.

Então quando você recebe um brasão, recebe com ele a imensa responsabilidade de levar, toda a história daquele grupo. Leva a lembrança de cada integrante que pertenceu ou ainda pertence ao clube; leva o trabalho daqueles que lutaram para que a entidade, da qual você faz parte hoje, seja respeitada na comunidade. Leva um pouco da paisagem e da poeira da estrada que você e os integrantes já percorreram. Leva também a sua própria história de vida, lá no fundo dos alforjes. A família, a namorada, a noiva, a esposa, os filhos, os amigos (os inimigos também, como esquecê-los) e mesmo aqueles colegas de trabalho, distantes que mal falamos, ainda que não viajem ou mesmo curtam o motociclismo, entram conosco nessa grande aventura, porque sabem e vêem os seus passos e com quem você roda diariamente ou aos fins de semana.

Quando você pilota identificado, você leva uma tradição que vence o tempo.

Portanto quando chegar a sua hora, seja grato ao conquistar o direito de usar determinado brasão, pois certamente aquelas pessoas que estão lhe conferindo esta CONDECORAÇÃO, estarão lhe recebendo de braços abertos, e lhe dizendo naquele momento um sonoro:

Seja bem vindo a nossa família!

Você a partir daquele momento estará representando uma miríade de rostos, personalidades, e quiça, nações (caso a entidade escolhida seja internacional) .
E o que pedem em retribuição? Apenas a sua lealdade; o seu comprometimento com a entidade que você representa; e que você use aquele brasão com muita honra e galhardia.

Acho que isso não é pedir muito. Ou é?

FONTE: Texto de Shark, do ISRA - International Star Riders Association.
Postado por: Lobo Solitário Motogrupo.

16 de mai de 2013

TRICUSTON 2013

Entre os dias 2 e 5 de maio aconteceu o 10º Tricuston em Serra Negra/ SP.



O Tricustom nasceu quando um grupo de amigos apaixonados por triciclos e Motos Custom resolveram se reunir com o objetivo de trocar as experiências vividas nas viagens feitas sob suas máquinas. O que eles não esperavam é que a simples reunião acabaria se transformando no 1º Encontro de Tricilos de Serra Negra trazendo motoclubes de diversas partes do país.
No ano seguinte a expectativa era ainda maior e o evento passou a ser realizado no Centro de Convenções da cidade de Serra Negra, palco dos maiores eventos do interior paulista. O curioso é que além dos triciclos um grande número de motos com estilo “Americam Custom” marcaram presença. Com o número expressivo dessas máquinas, o evento não poderia mais se limitar a um encontro só de triciclos e foi partindo desse princípio que surgiu um novo nome para o evento, o “Tricustom”.

E como não poderia deixar de ser tivemos a presença de muitos manos do MC Bodes do Asfalto, principalmente da Facção ABC Paulista.











Nossos manos presentes curtiram tudo, estrada, curvas, barraquinhas de produtos motociclísticos,
bandas de rock and roll, mas na verdade,
pelas fotos abaixo eles curtiram muito mais outra coisa:
COMIDA!







Dá para acreditar?

Parabéns a todos.


12 de mai de 2013

A lenda do "Guardian Bell"

Como surgiram algumas perguntas a respeito após uma foto que coloquei. vou postar a lenda desse Sino que é um amuleto para mim.

OBS: Desconheço o autor do texto, mas foi retirado do site:
http://www.machinahelmets.com.br

'Reza uma lenda americana que os Malígnos Espíritos das Estradas perseguem as motocicletas desde que existem motocicletas rodando nas estradas. Esses espíritos malígnos são os principais responsáveis por problemas mecânicos, acidentes e outros acontecimentos de má sorte que acontecem ao longo da jornada de um motociclista.

Dizem que a lenda surgiu há muito tempo, quando um motociclista estava retornando do México com suas Saddle Bags cheias de presentes para crianças. Viajando sozinho e a noite, inesperadamente ele foi surpreendido por estranhas criaturas que vagavam no meio da estrada. Assutado, ele perdeu o equilíbrio e caiu com sua moto, ficando preso embaixo da mesma. A sua única reação foi pegar os brinquedos que se encontravam espalhados pela estrada e jogar nas criaturas que vinham em sua direção. Preparando-se para atirar um sino em direção as criaturas, o seu tilintar chamou a atenção de outros dois motociclistas que estavam acampados alí perto e correram para ver do que se tratava. Ao chegar e ver o homem deitado, acuado pelas estranhas criaturas, eles correram em sua direção e enfretaram as criaturas até que elas se afastassem de volta para a escuridão. O homem, agradecido, quis pagar aos dois motociclistas por sua ajuda, porém, estes se recusaram a receber qualquer pagamento. Então o homem, em sinal de agradecimento, cortou duas tiras de couro de suas Saddle Bags e amarrou um pequeno sino em cada uma das motos dos homens que lhe salvaram.

Desde então, motociclistas amarram pequenos sinos em suas motocicletas, acreditando que os Espíritos Malígnos das Estradas ficam presos dentro destes sinos, e que o tilintar constante destes os enlouquece, fazendo com que percam a capacidade de acompanhar a motocicleta, caindo ao asfalto e retornando às profundezas de onde vieram!


Os “Guardian Bell” surgiram em função dessa lenda, e hoje são presenteados a motociclistas e amarrados a milhares de motos nos Estados Unidos e em outras partes do mundo, sempre amarrados na moto bem próximo ao asfalto. Dizem que dar um Guardian Bell aumenta ainda mais o seu poder de proteção. Além de um sinal de amizade, um Guardian Bell é sinônimo de que você se preocupa com alguém que está na estrada! Espalhe essa lenda…

Alguns modelos




É isso aí pessoal!
Eu já ganhei o meu, o modelo dele é
Ghost Rider
E foi de alguém muito especial e que tenho
certeza que quer a minha segurança:

Meu filho Daniel.


6 de mai de 2013

III EBAURU - 2013

26 a 28/05 de 2013

Retomando as postagens em nosso Blog, não poderíamos escolher melhor evento que o sempre fantástico e bem organizado EBAURU.



Para ajudar esse ano o hotel além de ser de excelente qualidade ficava bem perto do evento e os mais arrojados foram a pé, lógico que não foi o meu caso.




O evento contou com um jantar na sexta-feira 26/05, uma Paella Caipira no almoço do sábado e o famoso bauru de Bauru, que não tem nada a ver com o que comemos aqui nas nossas bandas. Só posso dizer que é muito bom.


Vejam o detalhe dos 3 pontos!

Deixo abaixo o link de mais uma das minhas tentativas
 de produtor cinematográfico totalmente amador mas com muita boa vontade kkkkk.


Aos nossos manos de Bauru,
em especial ao querido mano
Ushida
Nosso muito obrigado!
EEEEBBBBAAAAAAA!!!!